images

Enquanto a cada dia dez mulheres morrem decorrentes da violência contra as mulheres, a cada dia mais um homem vive se enfurnando em seu machismo confortável e se ofendendo quando algum oprimido conquista algum direito ou visibilidade de sua situação, em essência mulheres e gays.

Enquanto a cada dia mais e mais mulheres saem às ruas defendendo seus parcos direitos conquistados com muita porrada e conquistam mais direitos com mais porrada ainda, mais um homem aparece e desqualifica toda a masculinidade tentando igualar a violência contra a mulher das muitas violências que os homens recebem, cagando para a diferença estatística e específica das muitas violências contra os homens e da especificidade da violência contra a mulher.

A relação entre mulheres estupradas e homens violados é amplamente desfavorável em números às mulheres, que sofrem muito mais este tipo de violência que tem a ver com poder e não com sexo, com muito mais frequência e número que homens (em geral vítimas desta violência em situações específicas de ausência de mulheres em ambientes fechados).

A quantidade de mulheres mortas por se separarem dos parceiros, por saírem da casa dos pais sem casar é imensa. Homens sofrem com isso? Menos de um a cada dez casos. A violência que os homens sofrem decorre muito mais de disputas entre homens, de brigas, crime (roubo e disputas) e violência policial do que pelo crime passional, onde a maioria dos homens envolvidos é autor e não vítima.

Qualquer mísera pesquisa em torno do assunto já feita aponta para esses dados, é simples até de pesquisar, mas qual machista se dispõe a isso se qualquer ameaça de perda de hegemonia na opressão os põe em estado de defesa?

E existem trocentas fontes de dados comparáveis, de lógicas a serem pensadas, mas este post não é um documento estatístico, é um lamento em fúria: É vergonhosa a quantidade de homens que se tornam incapazes de assumirem que possuem privilégios, pior, é imensa e vergonhosa a quantidade de homens que dizem que são oprimidos pro viverem menos que as mulheres.

Sabe por que homens vivem menos que as mulheres? Posso enumerar:

  1. Homens se envolvem mais em acidentes automobilísticos, em mais infrações de trânsito e em geral são as maiores vítimas de acidentes envolvendo excesso de velocidade e embriaguez. E Não, não inventei isso, é exatamente por isso que o seguro de automóveis para mulheres é mais baixo, o capital percebeu isso, que homens são mais imprudentes, e usa isso. Homens são vítimas da própria educação machista de supremacia, do jugo da testosterona e por isso precisam ser mais velozes, ter o carro mais potente, numa espécie de sublimação sexual do tamanho da piroca e da virilidade sexual.

  2. Homens são as principais vítimas de armas de fogo e em geral, a maior parte, ou por violência policial ou por brigas entre dois homens. Sim, queridos, os principais assassinos de homens são outros homens e sim, queridos, em geral por envolvimento de uma lógica de posse de mulheres, entendendo mulheres como propriedade e defendendo esta posse de macho alfa até o limite. É esta mesma punção que mata as mulheres vítimas de violência doméstica, é essa mesma lógica de propriedade e “territorialidade”.

  3. Homens são principal grupo de risco de doenças cardíacas, abuso de álcool, drogas,etc. Homens são a maioria entre os fumantes. E sabe por que? Porque há uma relação psicológica entre um sentimento de invencibilidade e de “tudo posso” que os homens recebem em sua educação machista e que os põe em direção ao cadafalso dado que a eles tudo é permitido.

Em suma? A educação machista mata o homem tanto quanto as mulheres, uns pela libertação total e poder absoluto, elas pela opressão. O que a mulher tem de vantagem por serem limitadas a todo custo de qualquer ação, seja de risco, seja de abuso, tem de prejuízo pela construção de um lugar subterrâneo à sua vontade, de uma tutela, de uma limitação de ir e vir, de julgar, de uma reificação como posse de homens, sejam pais e irmãos, seja marido ou namorado.

Então se um homem diz: “Nós temos uma expectativa de vida menor que as mulheres”. Responda: Sim, tem, mas tem porque este é o ônus do mundo de privilégios assumidos só por ser homem. Da mesma forma a opressão tem míseros bônus às mulheres, educadas para a contenção e a postura de correr menos riscos, naturalizadoras do status de presas de predadores e por isso mais cuidadosas no ir e vir, no andar nas ruas,etc.

Então o privilégio tem seus preços, amigos. Assim como a prisão tem seus bônus, o que não torna homens em oprimidos e as mulheres ao conquistar direitos em opressoras.

Então amigos, se a vocês parece ser privilégio uma lei que tipifica o crime de feminicídio, repensem, porque pode estar ai a raiz de seu machismo e sim, é seu dever combatê-lo.

Nesta guerra é preciso assumir lados, o meu é o das vítimas.

Anúncios

Comente, mas cuidado...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s