Por Gilson Moura Henrique Júnior

376633Em uma pesquisa rápida em um dicionário web o significado de público é descrito como:

Público: Pertencente ou relativo a um povo ou ao povo: interesses públicos.

Que serve para uso de todos: fonte pública.

Comum.
Relativo à governação de um país.

Que é do conhecimento de todos; notório.

Manifesto.

O povo em geral.

Auditório.

(Lat. publicus)

12jan2013---publico-vai-as-ruas-durante-o-iv-circuito-da-liga-de-blocos-e-bandas-da-zona-portuaria-do-rio-neste-sabado-12-1358031495289_956x500Ou seja, Público sempre aparece como de domínio coletivo, ao menos em tese, mesmo quando se refere a um governo, dado que um governo é, ainda em tese, administração delegada por um povo para a coisa ‘pública”, a res pública, o que origina o nome República.

rei david2Sendo o público de domínio coletivo, relativo ao todo, ao universal, é interessante a dimensão que figuras públicas dos mais diversos matizes dão à seu status, onde a percepção de serem parte de um domínio coletivo, ainda mais quando exercendo cargos públicos, é difusa e alarmantemente misturada à ideia de que o poder advindo da publicidade (No sentido de vindo do público) de seu status é seu e não do coletivo do qual veio o status que assumem.

dicas-como-falar-em-publico1A percepção do exercício de um status delegado pelo coletivo é notoriamente desprezada chega no uso da palavra, seja no uso das atribuições dos cargos que ocupam, seja no desprezo ao peso e a responsabilidade de atos diante de um público que se não lhes delegou diretamente o status alcançado os reconhecem como tal a partir da delegação de outrem.

lectureTendo em vista que figuras públicas compreendem desde indivíduos que exercem cargos eletivos do legislativo, executivo a cargos do estado lotados no judiciário, até atores, líderes comunitários, professores e intelectuais, é impressionante como o tamanho da responsabilidade dos mais diversos atores a desempenhar o papel público é inversamente proporcional ao da vaidade de quem assume o papel como seu e o exerce sem o devido cuidado que o status de delegação coletiva exige.

Aí vemos atores famosos que funcionam como zeladores do governo federal, e que emprestam sua credibilidade a ele, agindo como Donas Maricotas em redes sociais, lideranças políticas de partidos de esquerda pagando de Mãe Dinah de forma irresponsável falando de outros partidos que são seus aliados, parlamentares sendo eleitos como presidentes do legislativo tendo emendas no orçamento beneficiando assessor, governadores e prefeitos ironizando ativistas e patrimônio cultural como se fossem toscos ignorantes, lideranças de partidos socialistas agindo como monarcas e tirando sites do partido do ar, lideranças de partido de esquerda rasgando estatuto e decisões congressuais em nome de interesses de suas correntes, Presidentes da República agindo como cabeça de ponte de igrejas fundamentalistas,etc.

conheçer-meu-publico-alvoO papel público que exercem é jogado na lama, rasgado, ignorado e entendido não como um papel delegado, mas como uma dádiva divina que não diz respeito ao coletivo.

O que deveria ser para o uso de todos torna-se de usufruto de poucos ou da própria figura, cujos atos inclusive atingem parte dos todos que em tese seriam os proprietários do status delegado.

378247Não se defende aqui a omissão e a “isenção” olímpica, dado a impossibilidade de se governar para todos ou de exercer a publicidade do status público de forma a não desagradar ninguém, a questão é que o exercício do status público demanda antes de mais nada uma postura que permita o acesso a este status e que permita que a crítica exista, que a ação corretiva do preço pago diante de quem delegou o status público ocorra, onde além do bônus de ser figura pública exista o ônus de ter recebido um status pelo coletivo.

Na maior parte das vezes o bônus é rapidamente aceito, o ônus é jogado para um escanteio longínquo vizinho à irresponsabilidade.

742748A dimensão do que é público não é assumida porque na confusão entre público e privado presente na cultura de um país cuja república tem pouco mais de cem anos mesmo quem deveria ter a compreensão do dano desta confusão se omite nas benesses que o status de figura pública contém, fingindo não ver os custos pessoais e políticos disso.

E assim seguimos como ao público fosse legada apenas a propriedade de assistir bovinamente o desfile de vedetes.

Anúncios

Comente, mas cuidado...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s