Antes de mais nada devo dizer que talvez de forma heterodoxa para um socialista com cores anarquistas não acredito em nenhuma forma de solução política final e única. Não acho que o socialismo seja uma panaceia, como o liberalismo. Não existem fórmulas. Esta e minha fé final.
O Socialismo é a forma de construção política de uma ideia de solução que mais me agrada. Não acho que existe um “socialismo Científico”, da mesma forma que qualquer ideologia política “científica”.. Existe História, Ciência Social, Sociologia, Antropologia, Engenharia, Biologia, Medicina, todas elas ciências e feitas e acordo com uma ideologia, seja liberal ou socialista ou inca venusiana, mas nenhuma ideologia é científica. Elas não se constroem com uma estrutura epistemológica baseada em método científico, se constroem baseadas em uma pá de coisa que inclui muita ciência, tradições,desejos, pressões, seu alicerce é um viés de pensamento relacionado à cultura e que vislumbra a intervenção no real com viés x ou y. Tem ciência ai, mas não é o método cientifico que a constrói, nem conduz seus atos.
Por isso há muito preconceito em toda ideologia, muito, em toda tradição ideológica. Porque nada é menos cientifico que preconceito.  Mesmo assim no socialismo em geral os preconceitos e fobias são menos presentes o que agradeço muito em nome de um deus que acho que exista. 
Escrevo isso porque entendo que qualquer ideologia deve ter um tratamento de convencimento do outro e como qualquer convencimento deve ser construído numa relação, e como toda relação deve ter troca. Qualquer coisa cientifica acaba por parecer que é feita com um resultado dado a partir do empírico, ideologia nenhuma faz isso. Nenhuma ideologia tem um método infalível de execução em busca de um resultado x.  Nem mesmo de investigação que resulta em dado y. As ideologias permanecem legítimas e interessantes  para cada um que as tem, eu por exemplo ando cada vez mais anarquista e mais socialista a cada dia e mais cientista também.
Escrevi este post com um aparente enorme nariz de cera para dizer o que acho da ideologia que abraço e para deixar claro o que considero ou não científico, eu que me proponho a construir ciência, a investigar o real. E escrevi isso tudo baseado na ideia de como o preconceito não é científico. 
O motivo disso tudo foi entender como alguém consegue ser racista e achar que qualquer critica a racismo é: “Besteira politicamente correta”. E o mais assustador é que isso ganha corpo, ganha espaço e ganha uma filosofia cujos adeptos em geral bem vestidos e alimentados pelo leite de pêra da classe média acham bacana e normal.
Sempre coça a cabeça pra mim em ver gente que leu mais que gibi do Conama vida inteira agir desta forma, gente que estudou nos melhores colégios agir desse jeito.
Após a eleição da Miss Universo Negra, a  primeira, rolou mais um jorro do mais pérfido preconceito pelas redes sociais lotadas de uma classe media cada vez mais parecida com o mais pérfido lixo humano que o fascismo criou:  um bando de pessoas cuja educação alimentou o mais mimado preconceito e ódio ao diferente possível. Qualquer ganho de visibilidade para algo que não seja esse universo monótono embranquecido, estéril, infantil e imbecil é considerado uma afronta, seja ele o empoderamento de pessoas que passaram dificuldade a vida inteira e são negros via cotas ou bolsa família ou seja a eleição de uma missa universo sem o nariz aquilino e a cara de bunda azeda que a mamãe ensinou que é beleza.
O medo de ter de conviver com um mundo que não é um grande condomínio fechado e com algo mais do que o parquinho ou o cartoon network pra ser pensado leva a uma geração feita nas coxas e colocar pra fora o mais bárbaro preconceito pelo qual as ideologias reacionárias voltam os olhos babando e cujos “cientistas” reacionários se esforçam a repetir nas universidades e escolas.
Qualquer educação que não quebre paradigmas e preconceitos é ruim, sempre, qualquer educação que não seja voltada para a construção de um ideal de humano para além das formas é deseducação e a pedagogia das escolas privadas leite com pêra a cada dia me parece ser tudo, menos a cadeira cientifica com este nome. 
A ciência da pedagogia não é vista nas escolas privada,s pois o ser humano formado por elas é o mais bárbaro dos não humanos.
Todo preconceito é anti-científico, todo, todo preconceito mantido por educação que chega ao nível superior é antes de mais nada sina de que algo anda muito podre no reino da educação. 
Qualquer ciência que mantenha no sujeito a ela exposto o mesmo tipo de preconceito que ele tinha antes de ter contato com ela é tudo, menos ciência e o orientador desse sujeito é um péssimo educador.
Um sujeito que liga lé com cré, leu, estudou e se formou e continua machista, homofóbico e racista é pro mim considerado um completo imbecil e se isso é comum nos seus, nos próximos a ele, formados na mesma universidade então o problema é de classe e de um pressuposto educacional.
Pouco há de mais bárbaro que o preconceito, pouco há de mais ofensivo e inumano.
O Socialismo , mesmo ainda possuindo entre os que lhe abraçam muitos racistas e homofóbicos, ainda mantem em seu humanismo, por vezes esquecido, um alento que permite o convencimento de quem não late de que aluta contra o preconceito é a luta pela emancipação do homem que é a luta da classe trabalhadora. ele não e uma ciência, mas conduz pela sua tradição um viés ideológico que urge ser espalhado, inclusive via educação, para que a educação deixe de ser apenas um viés de treinamento anti-científico e vire o que ela tem de melhor: Um meio de transformação do mundo pela quebra de paradigmas, preconceitos e barbarismos.
É necessário que qualquer um que entenda o quão é grave este estado de coisas onde nada passa sem ao menos uma manifestação do mais profundo ódio irracional ao diferente saia da estagnação da desilusão pra derrubar os paradigmas de ódio que a educação privada tomou pra si. E ai é preciso e necessário que a educação pública seja transformada em qualidade, pois ela ainda é o único meio possível de educação para a diversidade.
Só uma transformação pode nos tirar da trilha para o fascismo criada pelo descaso com a educação pública e pelo deixar nas mãos de cursos de treinamento de fascistas , vulgo escolas privadas,  a educação da população.
Nenhuma ideologia é científica e nenhuma ciência é isenta, mas é preciso que nossa ideologia busque fazer da educação um meio de ampliação da ciência para a derrubada do preconceito que com força, torna-se a única referencia de gerações inteiras e que todos sabemos cair no fascismo.
Anúncios

Comente, mas cuidado...

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s